cinema

1956. QUEM SABE…SABE!

Direção e roteiro: Luiz de Barros
Produção: Alípio Ramos / Cinedistri
Direção musical: Radamés Gnattali
Apresentando: Dolres Duran, Carminha Mascarenhas, Trigêmios Vocalistas.

1957. CHICO FUMAÇA

Direção : Victor Lima
Direção musical Radamés Gnattali
Com Mazzaropi, Nancy Montez, Carlos Tovar, Wilson Grey.

1957. NA CORDA BAMBA

Direção: Eurides Ramos
Orquestrações e regência: Radamés Gnattali
Estrelando Arrelia, Zé Trindade, Ema D’Avila e grande elenco.
Participação de Elizeth Cardoso e Monsueto Menezes.

1957. O BARBEIRO QUE SE VIRA

Direção: Eurides Ramos
Direção musical e trilha original: Radamés Gnattali
Com o palhaço Arrelia e Eliana
Participação da banda “Lira do Xopotó”.

1957. O NOIVO DA GIRAFA

DIreção: Victor Lima
Direção musical: Radamés Gnattali
Estrelando, Amácio Mazaropi, Glauce Rocha e grande elenco

1957. RIO, ZONA NORTE

Direção e produção: Nelson Pereira dos Santos.
Direção musical: Alexandre Gnattali, Radamés Gnattali.

1958. CALA A BOCA ETELVINA

Direção: Eurides Ramos
Orquestra de Radamés Gnattali
Com Dercy Gonçalves

1958. O CAMELÔ DA RUA LARGA

Direção: Eurides Ramos
Produção: Oswaldo Massaini / Cinedistri
Arranjos musicais e regência: Radamés Gnattali

1959. DONA XÊPA

Direção: Darcy Evangelista
Estória baseada na peça “Dona Xêpa” de Pedro Bloch
Arranjos e regência: Radamés Gnattali e Alexandre Gnattali

1960. A VIÚVA VALENTINA

Direção: Eurides Ramos
Produção: Oswaldo Massaini
Arranjos e regência: Radamés Gnattali

1960. EU SOU O TAL

Direção: Eurides Ramos
Produção: Oswaldo Massaini / Cinedistri Ltda.
Arranjos musicais: Radamés Gnattali

1960. SAI DESSA…RECRUTA

Gênero: comédia
Direção: Hélio Barrozo Netto
Produção: Oswaldo Massaini / Cinedistri Ltda.
Roteiro: Alípio Ramos, Hélio Barroso Netto, Ivan Ribeiro Barbosa, Meira Guimarães
Arranjos musicais: Radamés Gnattali
Canção: “Banana não tem caroço” (Oscar Castro Neves e Meira Guimarães)

Elenco: Ankito, Consuelo Leandro, Mário Tupinambá, Renato Restier, Jorge Loredo. Maria Vidal, Pato Preto, entre outros.

Fonte: Cinemateca Brasileira  > Acervo > Filmografia Brasileira

1960. TITIO NÃO É SOPA

Direção: Eurides Ramos
Produção: Oswaldo Massaini / Cinedistri Ltda.
Arranjos musicais: Radamés Gnattali e Vicente Paiva

1961. ASSASSINATO EM COPACABANA

Direção: Eurides Ramos
Música: Enrico Simonetti
Música original e regência: Radamés Gnattali

1961. ESSE RIO QUE EU AMO

Direção: Carlos Hugo Christensen
Música: Tom Jobim e Billy Blanco
Arranjos: Lirio Panicalli
Direção musical: Radamés Gnattali