1987

  • O estado de saúde de Radamés é grave e não apresenta melhoras.

 

  • A Orquestra de Câmara de Blumenau (SC), sob a regência de Norton Morrozowicz, em turnê por cidades brasileiras,  apresenta-se no Rio de Janeiro, na Sala Cecília Meireles, no dia 08/05, executando em primeira audição o Concerto para orquestra de cordas (1971/73) de Radamés Gnattali.

 

  • No dia 29/05 o violonista Raphael Rabello apresenta, na Sala Cecília Meirelles (RJ), um programa exclusivo com composições e arranjos de  Radamés Gnattali. Participam como músicos convidados o contrabaixista Horondino Silva (Dininho) e a pianista Sonia Maira Vieira.

 

  • O selo Visom lança o elepê Raphael Rabello interpreta Radamés Gnattali, com as obras Brasiliana nº 13 (1983), Tocata em ritmo de samba I (1950) e Tocata em ritmo de samba II (1981), Dança Brasileira (1958) e os Estudos I, V e VII (1967). 

 

 

elepê Raphael Rabello interpreta Radamés Gnattali

 

 

  • A Funarte/BASF lança o elepê Radamés Gnattali e Waldemar Henrique, apresentando, de Radamés, o Concerto para bandolim e orquestra de cordas (1985), com solo de Joel Nascimento, e a Suíte antiga para cordas (1973), ambas com a Orquestra de Câmara de Blumenau, sob a direção do maestro Norton Morozowicz.

 

 

  • O violonista Turíbio Santos, em concertos realizados na França, Inglaterra e Portugal, executa a Pequena suíte para violão que Radamés lhe dedica, em 1985. Em 1989, Turíbio grava a obra para a PR Discos, Rio de Janeiro. Esta pode ter sido a última obra original composta por Radamés, visto que é o título mais recente que consta no arquivo particular do compositor.