1966

  • Primeira audição mundial da Brasiliana n.º 11 para oito violoncelos e piano, de Radamés Gnattali, composta neste mesmo ano e executada pela Associação Brasileira de Violoncelistas, sob a regência de Mário Tavares, com o autor ao piano. O evento faz parte do segundo programa da série Música Moderna do Brasil, na Sala Cecília Meireles, Rio de Janeiro.

 

 

Brasiliana n.º 11 – para oito violoncelos e piano
I – Brinquedo (trecho) 
Rio Cello Ensemble
Mirian Braga, piano
Alceo Bocchino, regente
CEE-RS/Opus Eventos – sem nº (1998)

 

 

  • A CBS lança o elepê Quarteto Oficial da Escola Nacional de Música apresentando, entre outras peças, Quatro noturnos, para quarteto de cordas e piano (1958), de Radamés Gnattali, com o autor ao piano.

 

 

 

 

  • Radamés compõe:
    • Brasiliana nº 11 – para 8 violoncelos e piano
    • Brasiliana nº 11 – para piano e quarteto de cordas (4º movimento incompleto)
    • Concerto nº 4 para piano e orquestra (finalizado em 1967)
    • Concerto para violino, piano e orquestra de cordas – dedicado a Mariuccia Iacovino e Arnaldo Estrela
    • O operário em construção – para duas vozes femininas, narrador, piano e percussão – sobre poema de Vinicius de Moraes
    • Serestas nº 2 para flauta e orquestra de cordas –  dedicada a Altamiro Carrilho
    • Sonata para violino e piano – dedicada ao pianista e musicólogo inglês Colin Holman Howden
      (Para ouvir, clique aqui)
    • Trio para piano, contrabaixo e bateria