1954

  • Morre, no Rio de Janeiro (RJ), Adélia Fossati Gnattali, mãe de Radamés.

 

 

raizes_‘Minha mãe era dona de casa, fazia todo o serviço e ainda tinha tempo pra ensinar música para os filhos. Era uma mulher extraordinária (,,,) tinha uma intuição musical fabulosa’.

 

 

 

  • ‘Quando os maestros se encontram, os músicos se f…!’,  parodiavam os músicos da orquestra da PRE-8, referindo-se ao programa Quando os Maestros se Encontram, estreado em julho, que reunia os maiores regentes e arranjadores da Rádio Nacional. Na foto abaixo, alguns dos legendários arranjadores daquela época: a partir da esquerda, Alexandre Gnattali, Romeu Ghipsman, Ercole Vareto, Radamés Gnattali e Léo Peracchi.

 

 

profissional_

 

 

 

  • O trombonista Waldemar Moura estreia a Fantasia Brasileira n.º 4 (1953), de Radamés Gnattali, no programa Quando os Maestros se Encontram, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro.

 

partitura

 

 

 

  • Radamés grava dois elepês, ambos pela gravadora Continental:  Ernesto Nazareth, com solos de piano e celesta, com acompanhamento de orquestra de cordas; Jóias Musicais Brasileiras, com orquestra, contendo músicas famosas do cancioneiro popular brasileiro, como No rancho fundo (Ary Barroso e Lamartine Babo), Carinhoso (Pixinguinha e João de Barro), Linda flor (Henrique Vogeler e Marques Porto), entre outras.

 

 

 

 

 

  • A gravadora Continental lança, ainda neste ano, o elepê Sinfonia do Rio de Janeiro, de Tom Jobim e Billy Blanco, com orquestrações e regência de Radamés Gnattali.

 

  • A gravadora Columbia lança um elepê com o Quarteto Popular (1940/41), de Radamés, interpretado pelo Quarteto de Cordas Oficial da Escola Nacional de Música.

 

 

 

 

  • Radamés compõe:
    • Brasiliana nº 6 – concerto, para piano e orquestra
    • Suíte brasileira – danças – para piano, guitarra elétrica, contrabaixo e bateria solistas, com orquestra (transcrição adaptada da Suíte popular brasileira para violão elétrico e piano, de 1953)

 

 

 

  • Surge a Revista da Música Popular, editada por Lúcio Rangel, com participação de Ary Barroso, Sérgio Porto, Manuel Bandeira, entre outros.

 

  • A Cia. Cinematográfica Vera Cruz encerra suas atividades.

 

  • A cidade de São Paulo completa quatrocentos anos de fundação.

 

  • A miss Brasil Martha Rocha deixa de vencer o concurso de Miss Universo, realizado em Long Beach (Califórnia, EUA), sob a alegação de que teria duas polegadas a mais nos quadris.

 

 

  • Em 5 de agosto, no Rio de Janeiro (RJ), o jornalista e deputado Carlos Lacerda sofre um atentado na Rua Tonelero, em Copacabana, sendo assassinado o major Rubens Vaz, que acompanhava o político. Pela imprensa, Lacerda responsabiliza o governo Vargas. Políticos que apoiam Getúlio acusam Lacerda e o seu partido (UDN) de conspirar contra o governo, insuflando as forças armadas contra Getúlio.

 

  • Em 24 de agosto, pressionado pelas denúncias  de Carlos Lacerda (sem provas concretas) e pelo alto comando das Forças Armadas, que exigiam a sua renúncia, Getúlio Vargas suicida-se no Palácio do Catete.