1946

  • Morre no Rio de Janeiro (RJ), aos 20 anos, Maria Terezinha Gnattali, irmã de Radamés. Dois anos antes o compositor lhe havia dedicado a Tocata para piano solo.  Segundo a irmã Aída, Maria era muito estudiosa e tocava piano muito bem.

 

 

Tocata para piano solo
Fernanda Chaves Canaud, piano
Jingle Jazz Records – JZ 22CD

 

 

  • Radamés completa 40 anos.

 

em_foco_
Uma antiga foto de jornal, única imagem de Radamés ao violão constante em seu arquivo particular.

 

 

Caricaturas Tomas Teran

Radamés, o pintor Jan Zach e Terán
[Desenho : Tomás Terán]

 

 

  • Radamés assina o arranjo do samba-canção Copacabana, de João de Barro e Alberto Ribeiro, um dos marcos iniciais da canção popular brasileira moderna. A interpretação fica a cargo de Dick Farney. A orquestração chama atenção tanto pela sonoridade, leve e moderna, quanto pela utilização de uma orquestra de cordas, fato que Radamés sempre fez questão de desmistificar: “O arranjo não tinha nada de mais, eu já usava cordas em arranjos há muito tempo. O que chamou atenção, mesmo, foi aquele sotaque americanizado do Dick”.

 

  • João de Barro (Braguinha) lança, pela gravadora Continental, os primeiros discos de historinhas infantis, com versões e canções de sua autoria, e trilha sonora e arranjos de Radamés. Como primeiros lançamentos, as histórias de Chapeuzinho Vermelho e A formiguinha e a Neve. Radamés dizia que esse trabalho, continuado ao longo dos anos, foi uma de suas maiores fontes de renda.

 

Disco Chapeuzinho Vermelho

 

  • Ainda neste ano, a Continental lança, de Radamés, os choros Saltitante e Sofisticado, interpretados pelo conjunto Rio Serenader’s.

 

 

  • Radamés compõe:
    • Quatro quadros de Jan Zach, para quarteto de cordasobra inspirada em quatro quadros do amigo pintor canadense: I. Poeta brasileiro; II. Santo do Nosso Século; III. Passagem; IV.  Feira.
    • Três movimentos para piano, orquestra de cordas e tímpanos – a Tomás Terán.

 

 

  • Do exílio, Getúlio apoia a candidatura à Presidência de Eurico Gaspar Dutra, ex-ministro da Guerra de Vargas, que vence as eleições de 1945.

 

  • O general Eurico Gaspar Dutra assume a presidência do Brasil,  em 31 de janeiro de 1946.

 

  • Em uma de suas primeiras medidas, Dutra proíbe o jogo em todo o território nacional e fecha os cassinos. Desemprega, do dia para a noite, músicos, atores, dançarinos, coristas, além de vários profissionais de outras áreas.

 

  • É promulgada a 4ª Constituição da República, com modelo liberal-democrata. A nova constituição institui o direito e obrigação de voto a todos os brasileiros alfabetizados maiores de 18 anos de ambos os sexos; traz de volta o federalismo e a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).