teatro / dança

1939. JOUJOUX E BALANGANDANS
Joujoux

Estreia dia 28 de julho, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a revista musical Joujoux e Balangandans, com grande elenco e as  orquestras das rádios Mayrink Veiga e Nacional.
Autores: Leia de Azeredo Silveira, Hilda Boa Vista e Henrique Pongetti
Arranjos, direção musical e participação como pianista:  Radamés Gnattali
Regência de orquestra: Romeu Ghipsman
Participação das orquestras das rádios Mayrink Veiga e Nacional, num total de cerca de 100 músicos.
Estrelando:  Clarinha Araújo (Joujoux), Mario Reis (Balangandan) e grande elenco formado por 280 artistas amadores, membros da alta sociedade carioca.
Canções: Leia de Azeredo Silveira, Hilda Boa Vista, Ary Barroso (Aquarela do Brasil e Quem é você),  Lamartine Babo (Joujoux e Balangandans) e Dorival Caymmi.

Apresentação da Fantasia Brasileira, para piano e orquestra, de Radamés Gnattali.
Estreia do samba “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso, interpretado pelo cantor Cândido Botelho

Idealização e produção: dona Darcy Vargas/ Campanha do Redentor (em benefício da “Cidade das meninas” e “Casa do pequeno jornaleiro”.

 

Fonte: Hemeroteca da Biblioteca Nacional

Jornal do Brasil (RJ) 28/07/1939

Jornal do Brasil (RJ) 29/07/1939